“Obrigado Senhor, por transformar a amargura em minha vida em canto.”

Waheed Ata, de 28 anos de idade, fez esta oração sincera e espontânea quando estava compartilhando a história de sua vida com espectadores do programa Árabe do SAT-7 chamado Reforming.
Vítima de cegueira permanente devido à meningite que contraiu quando bebê, Waheed – assim como muitos outros com alguma deficiência no Oriente Médio e Norte da África – experimentou profunda e traumática discriminação em séria desvantagem. Apesar disto, no entanto, ele contou aos espectadores que sempre esteve determinado a fazer o máximo de sua vida. Assegurar um lugar em uma escola para cegos e aprender braile o ajudou a progredir, mas as palavras duras que ele cresceu ouvindo causavam-lhe dor emocional excruciante.

UM NOVO COMEÇO
A superação veio quando, ainda na escola secundária, Waheed decidiu seguir a Cristo.

“Eu entreguei minha vida completamente ao Senhor,” ele disse. “Daquele dia em diante, eu nunca mais me preocupei com o julgamento que as pessoas faziam sobre mim, porque o Senhor me ensinou a ser cheio dEle e de Suas bênçãos. O Senhor compensa e dá alegria e paz.”

Sendo o primeiro de sua turma nos exames de ensino médio, ele foi para a universidade estudar história, casou-se e teve uma filha. Ele, agora, trabalha em período integral e pode viajar sozinho, sem depender de ninguém, de sua casa em Minya até o Cairo. Seu exemplo inspirador não é o único. Cada episódio de Reforming apresenta o testemunho de um cristão que tenha lidado, e muitas vezes superado, os desafios de ser deficiente vivendo naquela região. O programa tem por objetivo combater o preconceito que está arraigado na cultura predominante contra pessoas com deficiências, dando-lhes voz e uma plataforma para compartilhar lições valiosas por elas aprendidas. Vez após vez, os entrevistados testificam sobre o conforto e a força que elas recebem de Deus para suportar as dificuldades aparentemente intransponíveis ou insuperáveis.

LIÇÕES DE VIDA PARA TODOS
Além disso, o impacto do programa não se limita somente a pessoas que apresentem alguma deficiência, como explica seu diretor, Hani Henein do Ministério de Mídia Grande Comissão:

“Cada caso apresentado neste programa é uma lição de vida para todos nós. [Estas lições] não podem ser ensinadas teoricamente, mas somente quando vemos as maravilhas da mão de Deus moldando as vidas das pessoas.”

Estas maravilhas foram capturadas poderosamente nas palavras corajosas e cheias de fé que Waheed compartilhou com os espectadores.

“Todos vocês que sentem que não tem valor na sociedade, que temem os comentários das pessoas – entreguem suas vidas a Jesus Cristo. Ele irá ajudá-los a superar todos os seus obstáculos e a sua dor,” disse Waheed. “Para mim é suficiente saber que quando meus olhos abrirem um dia, eles verão Jesus Cristo primeiro.”